Oiiiii genteeeeeee.......

by 12:55 0 comentários
Eu voltei, voltei para ficar, por caqui caqui é meu lugar...ehehehehehehe...
Ainda tô dodoi mas já dá pra escrever...
Então aqui vai



NÃO TENHO CERTEZA SE A NOTÍCIA É VERDADEIRA, MAS É UMA DELÍCIA LER ESSAS COISAS.......



 O senador Renan Calheiros até hoje está arrependido da decisão de passar o feriado de Carnaval em um hotel cinco estrelas na serra gaúcha. Ao trocar sua mansão na Barra de São Miguel pelo Spa de luxo, Renan e sua mulher Verônica pretendiam perder alguns quilos de gordura para enfrentar a difícil campanha pela reeleição ao Senado. Mas foram barrados pelos hóspedes do hotel, que vetaram a presença do casal nas atividades conjuntas. "O Judiciário e o Executivo podem absolver Renan, mas a gente, não", bradou um dos indignados hóspedes.
Da redação
Da redaçãoRenan e a esposa Verônica foram barrados nas atividades do Spa em Gramado-RS

O fato ocorreu no Spa Shop - Kurotel, em Gramado, e o vexame só não foi maior porque o hotel ofereceu atividades individuais para o indesejado casal. O Kurotel é um dos locais mais procuradores por brasileiros milionários como o finado Roberto Marinho, que era hóspede freqüente do Spa cinco estrelas. Poucos mortais têm condições de bancar uma semana no paraíso gaúcho, que custa mais de 20 mil reais, sem os gastos extras.

Renan Calheiros e Verônica sentiram na pele a mesma humilhação sofrida pelo ex-presidente Fernando Collor de Mello e sua ex-mulher Rosane, que também foram xingados e até ameaçados pelos hóspedes de um hotel de luxo de Minas Gerais. O fato ocorreu no Grande Hotel de Araxá, vários anos depois do impeachment de Collor, o que mostra que o povo jamais esquece os políticos que traem seus compromissos. O Grande Hotel é o hotel mais tradicional de Araxá, que oferece o requinte de um palácio e a diversão de um resort cinco estrelas.



Ema Sab

Developer

Cras justo odio, dapibus ac facilisis in, egestas eget quam. Curabitur blandit tempus porttitor. Vivamus sagittis lacus vel augue laoreet rutrum faucibus dolor auctor.

0 comentários:

Postar um comentário